| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Momento UniFIAMFAAM - Semanário Digital
Desde: 06/12/2001      Publicadas: 4182      Atualização: 26/09/2007

Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL


 UniFIAM FAAM DIGITAL

  20/09/2007
  0 comentário(s)


MEMÓRIAS DA PRAIA

Crônica do Prof. Edgard

MEMÓRIAS DA PRAIAFoi uma reportagem na TV mostrando um grupo de valentes garotos e garotas buscando limpar a sujeira que incautos, infelizes, mal educados, mal formados ou deformados deixam nas areias das praias que me fez lembrar do Mathias.

Grande Mathias, um jornalista daqueles que davam inveja. Especialmente em mim que mal começava a carreira. Mathias escrevia sobre tudo e Economia, sobretudo. Seu texto era simples, direto, objetivo e altamente informativo, pois falava as coisas de maneira fácil, lé com lé e cré com cré, como qualquer leitor gosta.

Escrevia na antiga revista Visão, valiosa, de alta credibilidade, importantíssima na época e na Gazeta Mercantil, se não me engano. E, português que era, escrevia também para o jornal Mundo Português com o qual, tempos depois, também tive a honra de colaborar, mas isso é outra história, agora eu quero mesmo é falar do Mathias, cujo texto e saber eu invejava.

Sempre o segui, de longe, até que um dia me vi sentado ao seu lado, numa poltrona de avião. Íamos para o Rio de Janeiro a convite de uma empresa que estava sendo implantada, ou sei lá que diabo de evento era. Não consegui me segurar e fui logo declinando a minha condição de fã do seu trabalho. Orgulhou-se, claro, mas, humilde, desconversou e disse que também gostava muito das coisas que eu fazia. Ele falava com
muitos elogios, das minhas crônicas que eram publicadas tanto no antigo Diário Popular quanto no próprio Mundo Português. Eu fiquei todo-todo, claro.

Elogios rasgados e trocados, comemos o farto lanche que nos foi oferecido a bordo. Sim, naquele tempo, mesmo em viagens curtas como aquela, São Paulo/Rio de Janeiro serviam lanches, bebidas finas e a gente até podia fumar. Fumamos.

Para meu prazer, fiquei amigo do Mathias. Um sarrista de primeira ordem. Tinha histórias maravilhosas para contar, da profissão ou fora dela. Mas nenhuma delas me calou tão forte quanto aquela que ele contou sobre o ocorrido com uma sua amiga, recém-chegada de Portugal para uns dias de férias no Rio de Janeiro. Anfitrião conhecedor das coisas boas do Rio, Mathias levou-a a todas as infinitas atrações da cidade. Culminou com uma manhã de praia e muito sol nas areias de Copacabana, coisa que nenhum turista que se preze recusa. Caipirinhas, água de coco, conversa vai, conversa vem, a amiga do Mathias resolveu dar um mergulho e lá se foi, água a dentro.
Nadou, virou, mexeu, meteu-se bem debaixo d´água e, quando submergiu, toda risonha e feliz, tinha, sobre a cabeça, um belo monte de excrementos que algum infeliz necessitado e muito malcriado havia lançado ao mar, aproveitando-se do segredo das ondas. "Era um cagalhão!" (*), contava o Mathias. A mulher ia saindo do mar toda sorridente, sem perceber que carregava aquele monte mal cheiroso na cabeça. O Mathias entrou em pânico. Era preciso tomar uma atitude para impedir que sua amiga levasse a pior impressão sobre a educação dos brasileiros, capazes de defecar no
mar, em plena Copacabana.
Ágil como um leopardo, Mathias correu ao encontro da amiga, projetou-se contra ela e caíram juntos nas águas do mar que limpam tudo.Assustada a amiga perguntou: "O que deu em ti, Mathias?" Ele não tinha outra coisa a dizer e, inventivo como sempre, tascou:
"Vai ver que estou apaixonado por ti!" Mathias perdeu a amiga. mas pelo menos naquele instante as belezas da praia de Copacabana não entraram no rol das sujeiras brasileiras tão conhecidas internacionalmente.

(*) Não me levem a mal, e nem ao Mathias, mas, Cagalhão é palavra que o Pequeno (pequeno uma ova!) dicionário brasileiro da língua portuguesa define como: "matéria fecal sólida".

Prof. Edgard de Oliveira Barros



  Mais notícias da seção Gente que escreve no caderno UniFIAM FAAM DIGITAL
26/09/2007 - Gente que escreve - PAGANDO FAVORES
Crônica do Prof. Edgard...
26/09/2007 - Gente que escreve - UMA VIDA DANTESCA
A força de vontade de Cassiano Oliveira, catador de entulhos que encontrou no lixo uma forma de sobreviver e escapar do inferno...
26/09/2007 - Gente que escreve - FIDELIDADE ÀS RAÍZES E ORIGENS
A dedicação e preocupação de Leonardo Mendonça com o meio ambiente fizeram com que o filho de fazendeiro pagasse as pessoas para que plantassem árvores....
20/09/2007 - Gente que escreve - ELE QUERIA MUDAR O MUNDO
Caio Queiroz, o jovem empresário que tirou boas idéias do lixo...
20/09/2007 - Gente que escreve - O GUARDIÃO DA FLORESTA
Amor à natureza fez Marcio Mônaco se tornar um agrônomo ...
12/09/2007 - Gente que escreve - UMA QUESTÃO DE PRAZOS
Crônica do Prof. Edgard...
04/09/2007 - Gente que escreve - VINGANDO AS FLORES
Crônica do Prof. Edgard...
29/08/2007 - Gente que escreve - GENTE DE VALOR
Crônica do Prof. Edgard...
23/08/2007 - Gente que escreve - UM COMPUTADOR ALOPRADO
Crônica do Prof. Edgard...
15/08/2007 - Gente que escreve - UM PEIXE FRITO
Crônica do Prof. Edgard...
08/08/2007 - Gente que escreve - FAZER NADA TAMBÉM É ARTE
Crônica do Prof. Edgard...
02/08/2007 - Gente que escreve - QUESTÃO DE MOMENTO
Crônica do Prof. Edgard...
17/06/2007 - Gente que escreve - SOSSEGADO
Crônica do Prof. Edgard...
17/06/2007 - Gente que escreve - UMA HISTÓRIA AO ACASO
Crônica do Prof. Edgard...
10/06/2007 - Gente que escreve - COM UM CARTAZ NA CABEÇA
Crônica do Prof. Edgard...
03/06/2007 - Gente que escreve - O PALAVRÃO EM POUCAS PALAVRAS
Crônica do Prof. Edgard...
29/05/2007 - Gente que escreve - DE CRISTA CAÍDA
Crônica do Prof. Edgard...
23/05/2007 - Gente que escreve - O RISCO DOS RISCOS
Crônica do Prof. Edgard...
17/05/2007 - Gente que escreve - A FALTA QUE UM "GROOVING" FAZ
Crônica do Prof. Edgard...
02/05/2007 - Gente que escreve - É BEM PELO MEIO
Crônica do Prof. Edgard...
25/04/2007 - Gente que escreve - PARECIA A VIDA
Crônica do Prof. Edgard...
25/04/2007 - Gente que escreve - A DANÇA DAS CADEIRAS
Cadeirante e dançarina, com muita força de vontade...
18/04/2007 - Gente que escreve - MEIO DO CAMINHO
Crônica do Prof. Edgard...
17/04/2007 - Gente que escreve - EM CASA DE FERREIRO, O ESPETO É DE PAU
Já faz quase dois meses que a concessionária Carrera sofre com o sumiço de instrumentos de trabalho. Quem acaba atingido são os clientes....
11/04/2007 - Gente que escreve - COISAS DE AMIGO
Crônica do Prof. Edgard...
03/04/2007 - Gente que escreve - CONFORME SE VIU NA TV - VERSÃO DOIS
Crônica do Prof. Edgard...
27/03/2007 - Gente que escreve - CONFORME O QUE SE VIU NA TV
Crônica do Prof. Edgard...
20/03/2007 - Gente que escreve - TIROTEIO NAS REDAÇÕES
Caiu o tabu: jornalista agora processa jornalista...
17/12/2006 - Gente que escreve - UM ÚLTIMO PEDIDO
Crônica do Prof. Edgard...
12/12/2006 - Gente que escreve - MANTENHA SEGREDO
Crônica do Prof. Edgard...



Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL
Busca em

  
4182 Notícias